Plataforma e-commerce: tudo que você precisa saber!

Uma plataforma e-commerce é um software que permite que os negócios criem websites, administrem lojas online e realizem transações. Ela oferece todos os recursos necessários para se fazer vendas. Ao mesmo tempo que integra ferramentas empresariais comuns, permitindo assim que esses comércios centralizem suas atividades em um único local.

Usar uma plataforma e-commerce é uma boa ideia porque simplifica as coisas. Trazendo estabilidade e garantindo lucratividade para o negócio. Afinal, essas plataformas são capazes de oferecer vários benefícios e diferenciais, que você conhecerá melhor ao longo deste artigo.

Continue a leitura para entender como escolher a mais eficiente. Distinguir entre os tipos de plataformas de e-commerce existentes e conhecer as principais disponíveis no mercado.

plataforma-ecommerce

O que uma plataforma e-commerce precisa ter para ser considerada eficiente?

Para que uma plataforma de e-commmerce seja considerada eficiente ela precisa ir de encontro a uma série de critérios. Quando você começa um negócio online, sabe que as primeiras decisões a serem tomadas são as mais cruciais. Que nome dar a sua loja, onde hospedar o seu serviço, o que vender. E uma das decisões mais importantes durante esse período é qual plataforma e-commerce utilizar para fazer o back-end da sua loja.

Mesmo porque, há tantas delas por aí que perdemos a conta. Com funcionalidades, nomes e especificações diferentes. Cada uma tenta conquistá-lo de uma forma específica. Mas o que deve ser levado em consideração para determinar a utilidade da plataforma ideal para você?

Veremos que integração, flexibilidade, suporte, customização e segurança são alguns dos aspectos mais importantes para que uma plataforma seja bem vista.

Integração

Uma das situações mais comuns no mercado é a seguinte: negócios procuram plataformas de e-commerce não para substituir todos os seus sistemas. Mas para complementar algo com que eles já trabalham. Em geral, software legado.

O que acontece é mais ou menos assim. Talvez você queira mudar o processo de checkout do seu website. Mas goste de como ele funciona hoje em dia. Para conseguir fazer isso com auxílio de uma plataforma e-commerce, será preciso que ela atenda bem a um critério acima de todos: o da integração.

É o critério da integração que garante que os componentes atuais do seu sistema. E os novos pedaços de software da plataforma adotada funcionarão bem juntos. Mas se este não for o seu caso você deve estar se perguntando: por que eu deveria me preocupar com ela?

Integração é muito importante no nível do software, por uma série de outros motivos. Você provavelmente trabalha com uma ferramenta de CRM ou um ERP para administrar o seu estoque e produção.

Essas ferramentas precisam estar bem integradas ao seu sistema de vendas, para que tudo funcione bem, num fluxo unificado. Então, mesmo que você vá usar a plataforma escolhida em todas as suas capacidades. E não tenha nenhuma software legado para conectar a ela, sempre haverá oportunidades de integração que precisarão ser contempladas.

Por isso, uma boa plataforma e-commerce é aquela que trabalha bem com os seus sistemas. Seja o Windows ou Linux instalado nas máquinas de seu armazém ou o CMS usado para administrar seu website.

Flexibilidade

Pode ser que logo de cara você tenha achado uma plataforma e-commerce cujas características de integração são excelentes. E isso é ótimo! Mas ainda há muito o o que considerar, como a sua flexibilidade.

Flexibilidade é a característica que determina a elasticidade de um software. Ou seja, sua capacidade de escalar. Digamos que a sua loja seja um sucesso (e torcemos para que ela seja) do dia para a noite. Graças a uma aparição em um programa de TV. Milhares de visitantes começam a acessar o seu endereço virtual em busca de um produto que viram ali. E a demanda por ele aumenta significativamente. Mas o seu sistema não dá conta de lidar com isso.

Se a sua plataforma e-commerce não tem flexibilidade para lidar com o crescimento, esse tipo de problema pode acontecer. O seu site, então, ficaria fora do ar no momento em que ele mais precisaria estar online. E você perderia um volume significativo de negócios porque fez uma escolha apressada.

A plataforma e-commerce ideal tem de ser capaz de acomodar as mudanças em suas necessidades. E deve ser desenhada para facilitar essas mudanças de maneira simples. Uma plataforma flexível vai dar ao seu negócio a oportunidade de reagir com agilidade a mudanças que poderiam pegar outras empresas de surpresa.

Suporte

Flexibilidade e integração são aspectos fáceis de se entregar. Afinal, dependem meramente de aspectos técnicos. Uma boa largura de banda, servidores poderosos, código bem escrito e APIs bem conectadas. São o suficiente para garantir que ambos aspectos funcionem a favor da sua plataforma e-commerce. As coisas ficam realmente complicadas de se julgar (e encontrar por aí) quando chegamos a este tópico: o suporte.

Suporte é toda a rede de proteção que uma plataforma e-commerce está disposta a oferecer para que seus clientes tenham a melhor experiência possível. Essa rede de proteção pode ser composta de fóruns, tutoriais, um bom help desk, atendimento 24h, chatbots etc. Quanto melhor o suporte obtido, mais tranquilidade o dono do e-commerce tem para focar-se em outras áreas do seu negócio.

Afinal, um bom suporte deve ser capaz de hospedar o seu e-commerce, resolver bugs e ajudá-lo com a manutenção do seu website. Certifique-se de que a plataforma escolhida por você oferece um suporte de excelência e não contrate os serviços de nenhum prestador antes de obter essa garantia.

plataforma-ecommerce-compras

Customização

Agora que já abordamos alguns dos principais aspectos técnicos e humanos que uma plataforma e-commerce precisa entregar para que você possa confiar nela, vamos falar em design. Afinal, você não quer que a sua loja seja exatamente como todas as outras que existem por aí, certo?

Por isso, é preciso assegurar-se da capacidade de customização. Não há uma única solução de e-commerce que serve para todos os tipos de lojas virtuais que existem por aí. Lojas diferentes vendem produtos distintos e precisam de soluções únicas.

É preciso que a plataforma escolhida possa acomodar as suas necessidades e seja customizável. O suficiente para entregar uma boa experiência para os seus usuários. Você deve ser capaz de deixá-la exatamente como imaginou, caso contrário, é melhor procurar outra solução para o seu e-commerce.

Segurança

Deixamos por último o aspecto mais importante, porque não há como falar de segurança sem destacar sua relevância. Não importa quantos recursos uma plataforma e-commerce oferece, o crucial sempre será a proteção para o consumidor e para a loja.

Sabemos que o comércio virtual sempre estará suscetível a criminosos virtuais. E não há muito que se possa fazer com relação a isso, senão investir em prevenção. Um negócio deve ser capaz de tranquilizar os seus clientes com certificados de segurança. Conexões seguras, proteção de dados e uma política de privacidade clara.

Se a sua plataforma e-commerce consegue eliminar dúvidas a respeito da segurança das transações, ela é uma boa plataforma.

Como escolher uma plataforma e-commerce?

Ainda que você saiba tudo que configura uma boa plataforma e-commerce, escolher a ideal não é uma tarefa fácil. Como dissemos anteriormente, existem muitas delas por aí. E isso é o suficiente para confundir a maioria das pessoas. Contar com a ajuda de um parceiro na tomada de decisão pode ser uma boa ideia.

Mas se você não puder arcar com isso, não tem problema. Levantamos as principais questões a se levar em consideração antes de escolher uma plataforma e-commerce, para que você faça isso com tranquilidade.

A plataforma é amigável?

A primeira pergunta a se fazer, antes de optar por uma plataforma e-commerce é essa. Quanto a sua amigabilidade. Se você opta por uma solução hospedada ou baixável, sempre haverá alguma parte do trabalho que é sua responsabilidade. Por isso é importante passar por um período de testes e descobrir se aquela é a solução certa para você.

Os principais pontos a se considerar são:

  • a disponibilidade de manuais e documentação para desenvolvedores
  • a facilidade de instalação da plataforma
  • o número de recursos adicionais e temas disponíveis e a facilidade de ativá-los
  • o quão simples é fazer mudanças no design, como escolher uma logo customizada ou mudar o banner da página inicial
  • o quão agradável é a interface de usuário

Se você não sabe programar, lembre-se que isso não deve ser um problema. Na maioria dos casos, não será preciso fazer isso ao configurar a sua loja. Já que a maioria das plataformas modernas oferecem uma interface fácil de se compreender e navegar. Mas se você tiver esse talento saiba que ele virá a calhar ao longo da customização da sua loja, dando mais poder ao que você pode fazer com a sua plataforma.

Antes de optar definitivamente por uma plataforma e-commerce, portanto, aproveite o período de testes gratuito que a maioria dessas soluções oferecem. Assim, será possível descobrir o que é melhor para você.

A plataforma tem tudo que eu preciso?

Outro ponto importante a se considerar antes de bater o martelo é o seguinte: a plataforma e-commerce em questão tem todos os recursos de que o seu negócio necessita? Neste momento, você quer pensar nos produtos que venderá e na maneira como fará isso. Quais são as ferramentas necessárias para que essa venda corra bem?

Pode parecer, a primeira vista, que toda loja online é igual. Mas não é o caso. Há diferentes tipos de produtosa se vender, que podem ter diferentes opções de tamanho, cor e tipo, ser comprados em lotes ou unidades, entregues em mãos ou retirados pessoalmente. E tudo isso faz diferença na hora de escolher a plataforma ideal.

Se a plataforma e-commerce escolhida não tem como atender a todas as suas necessidades, então é impossível que ela seja a escolha certa para o seu negócio.

A plataforma tem ferramentas de SEO?

Também é importante conferir se a plataforma e-commerce escolhida está preparada para SEO. Search Engine Optimization, ou SEO é muito importante para garantir que o seu site possa ser encontrado pelos motores de busca (e consequentemente pelos clientes). Por isso, se não há recursos dessa natureza na plataforma que você está considerando é hora de considerar outra alternativa.

A plataforma está pronta para o mobile?

Cada vez mais os consumidores acessam conteúdo e fazem compras direto de seus celulares. Então, além de otimizar seu comércio eletrônico para que ele seja encontrado pelos motores de busca, é importante garantir que ele funcione bem em dispositivos móveis como smartphones e tablets. Sem isso, você deve considerar uma plataforma e-commerce incompleta.

Uma boa plataforma e-commerce será compatível com boa parte dos navegadores móveis. Ou terá aplicativos próprios, para facilitar a compra nesses dispositivos. Procure se informar a respeito disso antes de optar por uma delas. E, se possível, faça você mesmo testes de navegabilidade nesses dispositivos. Para verificar se consegue ter uma experiência satisfatória nesses ambientes.

Desenvolvedores tem familiaridade com a plataforma?

Por último, devemos considerar o quão fácil é encontrar um desenvolvedor familiarizado com a plataforma e-commerce que você escolheu. Afinal, ainda que no começo você seja responsável por fazer tudo em sua própria loja, as coisas não serão assim para sempre. Eventualmente será preciso contratar algum tipo de ajuda para lidar com o seu empreendimento. E é aí que entra a popularidade da plataforma entre desenvolvedores.

Uma plataforma desconhecida, com poucos usuários, não atrai o interesse de muitos desenvolvedores. E consequentemente torna mais difícil (e oneroso) para você encontrar quem trabalhe com ela, no longo prazo. Por isso, pesquise fóruns e sites de desenvolvedores e procure entender um pouco mais sobre a fama da plataforma escolhida.

plataforma-ecommerce-vendas

Quais são os tipos de plataforma e-commerce?

Selecionar uma plataforma e-commerce é um dos aspectos mais importantes do comércio eletrônico. Como reforçamos ao longo de todo este texto, mas também um dos mais desafiadores. Mesmo porque, existem vários tipos de plataformas de e-commerce. Explore as principais que você pode encontrar por aí nos tópicos a seguir.

Plataformas do tipo Enterprise

Esses tipos de plataformas são reservados para projetos maiores, com grandes orçamentos. Elas oferecem vastas gamas de recursos e funções, mas nem sempre estão dentro da faixa de preço de pequenas e médias empresas. Geralmente, oferecem experiências de compra e designs personalizados, além de recursos móveis ricos. Um exemplo delas seria a Magento.

Plataformas hospedadas

Uma plataforma e-commerce hospedada muitas vezes oferece o melhor dos dois mundos. Requerindo pouca manutenção sendo fácil de configurar e envolvendo uma taxa mensal. Geralmente, ela é uma grande vantagem para os profissionais que desejam se concentrar no design e desenvolvimento de seus produtos. Em vez de criar um site de comércio eletrônico a partir do zero. O Shopify é um exemplo de plataforma hospedada.

Plataformas básicas

Agora, se você está procurando por uma plataforma simples e direta, com menos recursos do que as anteriores. Você pode querer uma solução básica de comércio eletrônico. Esses tipos de recursos são simples de usar e implementar e ideais para profissionais que só desejam oferecer um punhado de produtos em seu site. Elas não vem com um site, então você terá de pagar para que ele seja projetado ou cuidar dele por conta própria para começar a vender. Um exemplo de uma plataforma desse tipo é a SendOwl.

Plugins de E-commerce

Uma solução de complemento ou plugin de e-commerce pode ser uma ótima alternativa para vendedores que já possuem um site em WordPress. Ou em qualquer outro tipo de plataforma de blogs que permita o acesso a plugins. Sua instalação transformará o seu blog comum em um e-commerce. Onde será possível vender o que você quiser. Em alguns casos, será necessário adquirir o plugin, mas em tantos outros eles são completamente gratuitos para se instalar. Um exemplo é o WooCommerce.

Plataformas Open Source

Essas soluções são gratuitas e amigáveis, o que é ideal para quem é novo no mercado. O único problema é que você não terá acesso a suporte o cliente profissional. Se precisar de assistência com problemas de configuração ou vendas, pois a única forma de suporte que receberá são fóruns pela internet.

Além disso, a outro desafio: o de baixar o software e instalá-lo em seu sistema, o que pode ser uma tarefa difícil se você não contar com ajuda profissional. Um exemplo de plataforma open source é o osCommerce.

Plataformas customizadas

Por último, há as plataformas de comércio eletrônicos customizadas, que incluem exatamente tudo que você sempre sonhou. Pois são feitas sob medida para as suas necessidades. É óbvio que estes recursos extras de personalização têm um custo e essa é a opção mais onerosa, mas não poderíamos deixar de incluí-la nessa lista apenas por isso.

Se você acha que nenhuma das plataformas de e-commerce existentes oferece todas as características ou funcionalidades de que você precisa, pode valer a pena procurar um desenvolvedor para criar a solução ideal para você.

Quais são as melhores plataformas existentes no mercado?

Depois de ler tudo isso você deve estar se perguntando: então, quais são as melhores plataformas de e-commerce existentes no mercado? Fique atento a lista a seguir. Ela responderá a todas as suas dúvidas.

Tray E-Commerce

Tray E-commerce é uma solução completa para a criação de lojas online. Da infraestrutura ao layout, tudo pode ser resolvido sobre uma solução intuitiva e adaptável, que dá a você uma visão completa do seu negócio. Completamente customizável, Tray oferece mais de 40 opções de layouts que com certeza combinarão com a sua área de atuação. E todos os seus temas são responsivos, ou seja, funcionam tão bem no computador, quanto em celulares ou tablets.

Se você não gostar de nenhum deles não tem problema. O código dos layouts é aberto, para que você possa contratar um designer ou desenvolvedor e deixar a sua loja do seu jeito.

Mas não é possível apenas visualizar os seus produtos e fazer compras pelo celular. Administrar a sua loja também é uma realidade e com o app do painel administrativo você tem completo controle sobre ela direto do smartphone.

As vantagens não param por aí. Enquanto outros serviços apresentam uma lista com alguns recursos, Tray tem mais 200 deles para incrementar a sua loja virtual. E planos altamente flexíveis que se identificam com o perfil do seu negócio.

Lembra que falamos da importância do suporte e da segurança? Com essa plataforma e-commerce você pode ficar tranquilo em ambos os aspectos. Com mais de 14 anos de história no e-commerce, Tray tem suporte especializado via web ou telefone e oferece as mais altas certificações de segurança do mercado.

Squid

Squid é um dos canais de aquisição mais diferente que existem: uma plataforma e-commerce líder no marketing de influenciadores no Brasil. Sua tecnologia exclusiva permite identificar microinfluenciadores digitais, criar campanhas e acompanhar a performance e os resultados da sua marca. Para aumentar a conversão de e-commerces, a ferramenta funciona como nenhuma outra, trabalhando com a maior rede de influenciadores do Brasil.

Shopify

Shopify é uma plataforma e-commerce simplificada, para quem vende nas redes sociais, ou no seu próprio website. Ela é customizável e extremamente simples, processar pedidos pode ser feito com apenas alguns cliques e acompanhar os seus relatórios de vendas é algo intuitivo.

A plataforma é flexível e compatível com diversos meios de pagamento, permite que você venda em canais como Pinterest e Facebook e oferece total suporte ao cliente. Certificados de segurança são gratuitos, assim como o número de produtos e o armazenamento de arquivos é ilimitado em todos os planos.

Você ainda pode otimizar a performance da sua loja com aplicativos, que são vendidos na Shopify App Store. São ferramentas que otimizam imagens para SEO, acompanham o ranking da sua página na web. Encontram produtos que estão em alta demanda para você vender e oferecem cupons de desconto para os seus clientes em situações específicas. Boa parte delas são gratuitas.

Qualquer plataforma e-commerce viável permitirá que usuários comprem seus produtos e serviços. São seus diferenciais são o que fazem dela especial. Gostou de entender melhor como essas plataformas funcionam? Aproveite e assine a newsletter da Atlas para ficar por dentro de outros elementos desse universo.

Deixe seu comentário

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *