Profissional de E-commerce – Sucesso do e-commerce depende do acesso a dados, diz Kleber Forato

Como forma de estimular o compartilhamento de conhecimento e de boas práticas de algumas das mentes mais atuantes no mercado de e-commerce, iniciamos a seção de entrevistas aqui no blog do Atlas. Acreditamos que essa é uma forma de ajudar a comunidade de e-commerce a crescer. Compartilhar aprendizados é poderoso!

Nossa primeira entrevista foi com Kleber Forato, profissional com quase 10 anos de experiência em marketing digital e business intelligence, tendo liderado projetos para otimização de conversão de operações como Americanas.com, Centauro, Fnac, Marisa e Buscapé. Atualmente é professor de Web Analytics na Comschool, escola de e-commerce, além de atuar como diretor de Business Intelligence na Z+ e gerir a própria loja virtual.

Entrevista com Kleber Forato

profissional de e-commerce - kleber forato

Kleber destaca a necessidade de compreender a complexidade das diversas disciplinas do mercado e como se conectam, além do fato de que o acesso a dados para balizar a tomada de decisão é crucial para o sucesso do e-commerce. Confira a entrevista!

Atlas: Acreditamos no compartilhamento de experiências como algo poderoso para ajudar outros profissionais da área. Conte um pouco sobre sua experiência com e-commerce.

Kleber Forato: Já atuei em consultorias e agências de publicidade que atendiam grandes operações de e-commerce, além de ter uma operação própria. Sempre tive mais contato com a área de métricas, mas o mais interessante é que no e-commerce obrigatoriamente você deve conhecer as outras frentes, pois tudo é conectado e acontece em sinergia. Quem acha, por exemplo, web analytics algo complexo, não sabe como é uma operação logística e como essas disciplinas se conectam. Aprendi ainda mais desse mercado quando comecei a dar aulas em cursos específicos há 5 anos. Dar aula não é só ensinar, mas também aprender. É uma troca rica de conhecimento, referências e experiências.

Atlas: Quais são os principais desafios que um profissional de e-commerce enfrenta no mercado brasileiro?

Kleber Forato: Acredito que foram criados certos padrões pelas operações mais populares e, com isso, sobrou pouco espaço para inovações. De forma orgânica, as regras foram ditadas pelos maiores. Outro ponto é o domínio absoluto desses players que detêm a maior parte dos dados que poderiam ajudar o mercado como um todo a crescer, travando o acesso aos menores.

Além disso, muitos dos que se aventuram nesse mercado não estão preparados… seja por falta de visão, de conhecimento e muitas vezes até mesmo pela ausência de um planejamento financeiro adequado. Mas certamente não ter um norte é uma das principais complicações: 1,5% de taxa de conversão, aumento do share de compras acontecendo via mobile, predomínio do segmento de eletrodomésticos… tudo é genérico, faltam informações mais específicas de cada segmento para balizar as ações. O sucesso do e-commerce depende do acesso a dados.

Atlas: Para você, quais são as estratégias de marketing que uma loja online deve priorizar no início?

Kleber Forato: Sem um investimento razoável de awareness nada acontece. É aí que os marketplaces se destacam. O digital é mais complexo que o tradicional, você fala com o Brasil todo, onde cada região tem uma particularidade, seja de costume, tradições e mesmo de logística, e a comunicação muitas vezes é bidirecional.

E aí vem a questão, como fazer com que uma grande parcela do meu público potencial encontre a minha marca? É um trabalho de médio e longo prazo, a maioria das operações de e-commerce não tem grande poder de investimento em mídia. A resposta até que soa simples, não? Ué, não basta identificar seu público e atacá-lo? O problema é que raramente você pode ter certeza que o público-alvo definido é o correto.
A resposta é uma só, não existe um padrão, não existe uma resposta concreta. O mercado digital é um organismo vivo e cada dia é um dia, por isso, a maior estratégia de marketing é a dedicação e a experimentação!

Atlas: Essa é uma questão que muitos lojistas nos colocam. Na sua opinião, quais são as melhores plataformas de e-commerce e por quê?

Kleber Forato: Engraçado como essa pergunta surge em todas as aulas. A melhor? É aquela que mais se encaixa nas suas necessidades e possibilidades de investimento. Eu poderia falar de plataformas renomadas como VTEX e de outras menos expressivas como Fastcommerce, posso citar casos reais delas e de várias outras e no final todas podem ser boas ou ruins dependendo do caso. O principal é analisar profundamente os requisitos para atingir seus objetivos de negócio e só então decidir a plataforma, não o contrário.

Atlas: Para concluir, gostaria de deixá-lo à vontade para comentar sobre algum aspecto que não tenhamos mencionado na entrevista.

Kleber Forato: Muitos falam de forma precipitada que uma operação de e-commerce é mais fácil de gerir do que uma operação física e isso levou muitas lojas ao fim precoce. As pessoas precisam entender que o e-commerce tem muitas disciplinas distintas, cada uma com um nível de complexidade altíssimo. Com o ambiente competitivo que temos hoje, não dá pra fazer apenas o básico, é preciso superar a concorrência na tomada de decisão e na execução. O ambiente online é muito dinâmico e o varejo precisa acompanhar esse dinamismo para crescer.


Deixe seu comentário

Equipe Atlas

Democratizando a Business Intelligence com Atlas.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *