UX no e-commerce: entenda essa relação!

Você já pensou que a experiência de navegação pode ser o suficiente para consolidar sua loja virtual no mercado? Ou que o UX no e-commerce pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso? Mais do que preço ou campanhas agressivas de marketing, o que impulsiona a taxa de conversão é quão simples e satisfatório é o ato de comprar.

Então que tal aumentar as suas vendas? Neste artigo, vamos te explicar melhor sobre a importância do UX no e-commerce e dar dicas de como melhorar a usabilidade do seu site. Vamos lá?

ux-no-ecommerce

UX no e-commerce: convertendo usuários em consumidores

Para começar a pensar em como o design pode ajudar a sua loja a converter mais, é preciso entender o conceito de experiência do usuário, também conhecida como UX.

A UX vai muito além da estética de uma página, ou de hierarquizar informações para que o usuário se encontre no e-commerce. Esse é um planejamento envolvendo todos os aspectos de desenvolvimento e apresentação de um portal de compras, para atrair e guiar clientes do interesse até a decisão final de compra.

Imagine uma loja física com prateleiras bagunçadas, sem delimitação por categorias ou sinalização que leve o cliente aonde ele quer. Imagine poucos caixas com filas desorganizadas e lentas. Você compraria nessa loja? Talvez uma vez, por necessidade, mas voltaria nela novamente?

A relação entre UX e e-commerce é exatamente essa. Uma loja virtual atrativa, organizada e fácil de navegar aproxima o público da compra, aumentando a taxa de conversão. Além de oferecer uma experiência tão satisfatória que fideliza mais com menos investimento em marketing.

No fim, a experiência do usuário pode ser até mais relevante para a decisão de compra do que o próprio preço. Quanto mais simples e sinalizado for o mapa do seu site, mais pessoas vão se sentir à vontade para percorrê-lo.

Técnicas de UX para e-commerce: quais são as principais

Geralmente, uma boa experiência do usuário vem de muita pesquisa, planejamento e uma implementação adequada. Mas, para começar esse processo, existem alguns pontos-chave comuns a todas as lojas virtuais. Que podem impulsionar consideravelmente sua taxa de conversão e, por consequência, seu lucro:

Fazer testes de usabilidade com seu público-alvo

A primeira ação, para atender com sucesso o seu público-alvo, é entender suas necessidades e dificuldades no processo de compra. Toda UX no e-commerce bem planejada começa por testes de usabilidade. Para identificar os pontos fortes da sua loja virtual e onde estão os gargalos de navegação, que precisam ser solucionados.

Esse teste pode ser feito tanto de maneira qualitativa, quanto quantitativa. O primeiro, através de entrevistas com um grupo selecionado de pessoas que se enquadrem no seu público-alvo. Com diversos níveis de familiaridade com a internet e com seu próprio site. Já o segundo pode ser feito através de ferramentas que rastreiam o uso do site, por vários usuários, e dão informações valiosas sobre a usabilidade do seu e-commerce.

ux-no-ecommerce-usuario

Deixar o botão de compra sempre à mostra

Uma dica simples, mas que é ignorada por muitos donos de e-commerce, é deixar o botão de compra sempre visível. Principalmente, na página que descreve os produtos.

A razão dessa atitude pode aumentar as conversões e facilitar a compra por impulso. O simples fato de ter que rolar a página para encontrar o botão é suficiente, às vezes, para que o usuário pense duas vezes e desista.

Priorizar o mobile

Hoje, os acessos na maioria das lojas virtuais já é realizado, em grande parte, por aparelhos portáteis. Principalmente, por smartphones. E essa não é apenas uma tendência, é o futuro da forma como os clientes consomem pela internet.

Portanto, priorize a experiência mobile do seu e-commerce. Certifique-se de que o layout é adaptável a qualquer tamanho de tela e pense nas particularidades da navegação por toque. A regra do botão de comprar sempre visível vale, ainda mais, quando se tem menos espaço para visualizar os produtos.

Se possível, invista também em um aplicativo próprio. Os apps costumam apresentar taxas de conversão maiores para o e-commerce, além de serem uma excelente ferramenta de fidelização.

Oferecer produtos relacionados

Além de impulsionar o número de vendas, a UX no e-commerce pode ser a chave para aumentar o tíquete médio da sua loja virtual. Implementar um bom sistema de recomendação faz com que o usuário, durante o processo, cogite a compra de produtos auxiliares. Que não tinha a intenção de adquirir até então.

Mas, cuidado, para garantir uma boa experiência e aumentar o valor da compra, as sugestões devem ser agradáveis. Nada de ser insistente ou tentar empurrar produtos que não têm nada a ver com o interesse do usuário.

Criar um processo simplificado de checkout

Quanto mais fácil for o caminho entre o interesse e a conclusão da compra, menos motivos o usuário tem para desistir da compra. Práticas como salvar automaticamente os produtos, calcular automaticamente o frete. E oferecer várias formas de pagamento aumentam consideravelmente a taxa de conversão.

Na hora de criar o cadastro de cliente, tente reduzir o formulário ao mínimo possível, para não cansar o usuário. Peça apenas dados que forem realmente relevantes para a operação e para manter sua base de dados.

Lidar com a frustração do usuário

Mesmo que o processo seja extremamente simples, erros vão acontecer durante a experiência. Seja uma duplicata de produto no carrinho, uma diferença de valores ou simplesmente dados inseridos equivocadamente no cadastro.

Como é impossível não frustrar usuários em alguns momentos, o sucesso de um e-commerce está, em parte, na forma como a plataforma lida com a situação. Mensagens de erro claras e fáceis de serem visualizadas impedem que o cliente se perca no processo e desista da compra.

O futuro do seu e-commerce: o que fazer para garantir mais vendas

Atrair usuários para a sua loja virtual é apenas um pedaço da estratégia para alcançar o sucesso, aumentar as vendas e crescer. Um dos principais indicadores de um e-commerce não é absoluto, mas relativo: quantas pessoas entram no site e seguem todo o processo até concluir a compra.

Então, é hora de pensar na UX no e-commerce como a ferramenta para atingir esse objetivo. Comece buscando informações mais robustas sobre seu público e suas vendas e utilize esses dados para elaborar uma estratégia de experiência do usuário.

Afinal, o UX no e-commerce não se trata apenas de atração. É o caminho para conquistar mais clientes na primeira compra e fazer com que eles virem clientes recorrentes e fidelizados.

E aí, gostou do artigo? Se você quiser saber ainda mais dicas para aumentar a performance da sua loja virtual, venha nos seguir no Facebook!

Deixe seu comentário

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *